22 de jan de 2016

Sem coleira?


Saudações a T/todos!

Gostaria que fosse outra pessoa a iniciar os trabalhos do escravas & submissas em 2016, mas, não houve ninguém que tivesse tempo disponível para escrever para o blog, então, vocês, queridos leitores, vão ter que me engolir outra vez... rs.
Em primeiro lugar um feliz ano a T/todos. Muitas alegrias em todos os campos da vida mas aqui, em especial, desejo a todos muitas alegrias e prazeres dentro do BDSM.
Que mais pessoas possam se encontrar, formar lindas parcerias e viver os mais deliciosos prazeres. E que possam se respeitar enquanto fazem isso respeitando assim, as regras mais profundas do BDSM: o SSC, a ética e a responsabilidade.



E o assunto que vou abordar é algo que vejo que é cada dia mais frequente dentro do BDSM: a falta da coleira.
É cada dia mais comum ver escravas ou submissas dizendo "tenho Dono" e contando suas conquistas, sua evolução, felizes da vida por estarem servindo a alguém, mas... não se sabe a quem.
E por que digo isso? Interessa a mim saber a quem a pessoa está servindo? Sou tão curiosa assim a ponto de interessar-me tanto pela vida alheia?
Não, tenho a minha. E já me ocupa o suficiente para que me preocupe com as coleiras alheias.
No entanto, esse assunto deveria preocupar sim, a essas pessoas que servem sem coleira. 
E por que? - perguntariam alguns - Acaso é preciso confirmação para servir? E quem manda, afinal, não é o Dono? Se ele escolhe não dar coleira é problema dele e da submissa que aceita... esta, prova ainda mais sua submissão pois não precisa de uma coleira para estar cativa.
Essas frases quase clichê vão sendo aprendidas e repetidas.



Sabe-se que toda submissa deseja pertencer. E a coleira é a realização desse desejo materializada. É muito comum ouvir de submissas o quanto se orgulham em portar a coleira de seus Donos, seja no pescoço, seja ao assinar o nick numa publicação, seja em um chat, aquela coleira grita: EU PERTENÇO!
E, ainda assim, a cada dia se vê menos coleiras. 
Mas... e o motivo?
Se uma coleira é expressa sempre por um nick, nunca (ou quase nunca) pelo nome real do Dominador, o motivo não pode ser o risco da exposição.
Então você, submissa, na próxima vez que algum Dominador te abordar oferecendo um mundo cheio de prazeres mas sem coleira "porque vocês não precisam disso para confirmar o vínculo um com o outro", pergunte-se se é isso mesmo que você quer, se não gostaria de ter a coleira desse Dono adornando seu pescoço e te confirmando como posse dele.
Pergunte-se se ele tem orgulho suficiente em ter você a ponto de deixá-la ostentar na frente do seu nome, em seu pescoço e em sua alma, suas iniciais.



Pergunte-se, ainda, se essa ausência de coleira não é apenas um modo de esconder-se no meio BDSM, porque, um nick não justifica o risco de ser descoberto no mundo baunilha.
Pergunte-se se um verdadeiro Dominador precisa esconder-se e por quê.
Por fim, pergunte-se por que motivo você aceitaria esconder algo que, afinal, nem é a identidade real do Dominador, é apenas seu nick. Lembre-se que antes de entrar na relação você ainda pode negociar o que quiser.
E se nada disso realmente te importa, então, viva sem coleira e seja feliz.
Mas, lembre-se disso: Valorize-se!


Beijos de {Λita}_ST



52 comentários:

Sílvia Pinto disse...

Gosto mais do sexo dito normal sem coleiras e afins.
.
Deixo um carinho.

{amanda}_DOMTRADE disse...

É sempre um prazer ler vc... ;)

kelory disse...

Perfeito! Assunto pertinente e totalmente vivido por muitas ultimamente. Muito obrigada.

Vampirinha disse...

Realmente hoje se importam tanto com a vida alheia q dá até tempo de reparar quem serve sem coleira.
E é essa busca insandecida por uma coleira, que para mim, não é garantia de nada, que torna o meio tão banal, tão inconsequente. Pessoas buscam exibir uma coleira a todo custo e trocam d coleira com a mesma facilidade q trocam de calcinha. E aí me pergunto, qual o valor da coleira mesmo?
Vale mais uma relação madura pautada na confiança e no respeito mútuo do que algumas iniciais na frente de um nome, quer dizer, de um nick fictício como o próprio texto deixa claro!

{crystal}_LORD_MA disse...

Parabéns pelo texto! É muito comum ver isso acontecer, principalmente com quem está chegando. Que muitas possam ter acesso a esse texto e reflitam!

LORD_MA disse...

Bravo! Belo texto. Eu faço questão que a minha use.

Mayadoll disse...

Adorei e vou comentar por aqui porque vivi algumas propostas desse tipo, a ponto de colocar no meu perfil. Convenhamos que portar um nome do qual nos orgulhamos é uma honra, mas é difícil, pelo menos para mim, ter orgulho de alguém que se esconde o "mundo escondido". Não consigo entender alguns comportamentos e não sou conivente com estes. Posso até ter uma relação com alguém e não usar a coleira, mas isso porque a outra parte não será meu dono. Enfim, as desculpas realmente são muitas, mas algumas delas simplesmente são para manter uma "imagem" desejada. Nem vale a pena entrar a fundo...rs. Beijos, Vita_ST linda, e parabéns pelo post.

Mayadoll disse...

PS: apenas como complemento gostaria de acrescentar que vivo muito feliz SEM COLEIRA, porque, inclusive, não vivo em função disso. A coleira é uma consequência da relação, mas uma vez consolidada e estabelecida, eu acredito que deveria ser assumida. Não me considere sua posse se não estiver disposto a me assumir como tal... nessas condições, ficaremos como "ficantes eventuais". Mas a opção é muito pessoal.

lilli1 disse...

Texto perfeito, obrigada pois me senti tocada por ele. Estou no inicio da minha jornada no mundo BDSM e seu texto vem enfatizar minha vontade de usar uma coleira como simbolo da posse do meu Dono.

MESTRE_WOLF disse...

Ótimo texto, falou tudo e mais um pouco moça, se me permiti acrescentar, isso está cada vez mais comum no meio, infelizmente, talvez herança dos tons, não sei, mas vejo que existe uma inversão de valores hoje em dia

branca de DCV disse...

Amiga tenho pensado muito nisso ultimamente. Acho que quando alguém expõe a relação ao público deve ser transparente a ponto de dizer quem é o seu Dono. Agora se a pessoa opta por privacidade seria mais elegante nem dizer que tem Dono.Porque amiga no meu ponto de vista os fins não justificam os meios e a coleira para mim é algo sagrado,é o símbolo da posse. Se o suposto Dono não quer aparecer não acho justo a submissa se expor no pelotão da frente enquanto seu Dono fica confortavelmente no oculto.
A submissão ou servidão tem que ser valorizada pela própria escrava, se ela mesma não der valor a isso quem dará?

*escravas e submissas* disse...

Entendo sua posição, Silvia Pinto. Vc não faz parte desse universo e, para vc, deve até parecer um pouco chocante :)
Mas o mais importante é o respeito às vivências alheias e isso nós temos, tanto vc para mim quanto eu para vc.
Obrigada pela presença, querida.
Beijos

{Λita}_ST

*escravas e submissas* disse...

amanda_DOMTRADE, o prazer é todo meu.
Obrigada, linda

{Λita}_ST

*escravas e submissas* disse...

Tem-se visto muito, kelory. E o que realmente importa não é como se vive mas qual é o motivo disso. É para o que tento chamar a atenção.
Beijos e obrigada :)

{Λita}_ST

*escravas e submissas* disse...

Vampirinha, é como eu disse, se para vc está bom, viva sem coleira e seja feliz.
Eu dou um valor imenso a minha coleira pq ela é o símbolo da minha entrega e do orgulho que meu Dono sente em me ter... mas se vc não sente assim, respeito muitíssimo.
Esta é só a minha opinião, respeite tb.
Obrigada pela presença.
Beijos

{Λita}_ST

*escravas e submissas* disse...

Fico feliz que tenha gostado, {crystal}_LORD_MA.
É como eu disse, o importante em tudo isso é refletir sobre os motivos. De resto, que cada uma seja feliz, com ou sem coleira.
Beijos

{Λita}_ST

*escravas e submissas* disse...

Parabéns, LORD_MA! Demonstra que valoriza a sua coleira e tb a quem a usa.
Obrigada por sua valiosa presença.
Abçs respeitosos

{Λita}_ST

*escravas e submissas* disse...

Antes de mais nada agradeço sua vinda, Mayadoll.
É bom quando somos entendidas e os motivos pelos quais escrevi vc os conhece, como relatou.
Tb acredito que cada um deve viver como se sente bem mas que isso não seja por uma mentira, por um engodo.
Não há razão para mentir no BDSM quando, ainda acredito, é um lugar de libertação.
Beijos e obrigada pela sua preciosa participação :)

{Λita}_ST

*escravas e submissas* disse...

É o desejo da maioria das submissas, lilli1. E confesso, mesmo depois de quase 14 anos no BDSM, continua sendo o meu. Não serviria a alguém que não tivesse todo o orgulho do mundo em me ter como propriedade assim como eu teria tb todo orgulho em portar sua coleira.
Beijos e obrigada

{Λita}_ST

*escravas e submissas* disse...

Coisas como essas vêm descaracterizando o BDSM bonito que amamos, MESTRE_WOLF.
Se é para ser igual a tudo lá fora, se é para ser banal, então não vale a pena, ao menos para mim, aventurar-me nesse universo.
Por isso defendo, assim como todos que postam no escravas & submissas, o BDSM como ele é.
Muito obrigada por sua presença.
Abçs respeitosos

{Λita}_ST

*escravas e submissas* disse...

"A submissão ou servidão tem que ser valorizada pela própria escrava, se ela mesma não der valor a isso quem dará?"

Exatamente, branca de DCV!
Penso que hoje em dia pouco valor se dá a submissão mas se alguém tem que lutar por esse valor são as próprias submissas.
Quem aceita servir a alguém que se esconde, em muitos casos pq tem outra(s) escrava(s) ou mesmo pq se envergonha daquela que o serve e por isso não lhe dá sua coleira, então não merece ser servido.
Obviamente não são todos os casos mas a maioria é.

Beijos e muito obrigada pela sua participação

{Λita}_ST

Vampirinha disse...

Não sou contra a coleira.
Existe uma diferença enorme entre ser contra algo e não concordar em como as coisas são feitas.
Que valor existe em uma coleira em que as pessoas nem se conhecem pessoalmente?
Que valor existe em uma coleira conquistada em 2 horas de conversa?
Que valor existe em uma coleira que não foi desejada e merecida?
Que valor existe em uma coleira que é usada somente para ostentar algo?
Nenhum.
Melhor que não existisse coleiras assim, pois aí a coleira representaria o seu real valor, que é o da entrega total, lealdade, cumplicidade, pertencer a alguém.
Essa sim é a coleira que deve ser exaltada.

Mas....

{umbra}_MS disse...

vitAmiga, mesmo já sabendo, tu , a minha opinião sobre...
(pois é partilhada por ambas)
O de lamentar, por muitas/os submissas/os é não se valorizarem como tal.
Bem como a existência (lamentável) de quem apenas está de "passagem" pelo bdsm, não o valorizando e até mesmo o denegrindo com as suas posturas em nada enquandradas na vivência e essência do bdsm.

isadhora disse...

Adorei o texto vita, muito esclarecedor.
Nos faz repensar o valor da coleira, para mim ela tem um significado muito especial, toda submissa deve saber qual o significado dessa coleira, saber que não se ganha do dia para noite, visto que é uma relação baseada na confiança e isso demanda tempo.
E o principal é que se assume uma relação, baseada na liturgia do BDSM que é o que seguimos. Ao contrário vira-se um oba oba, ..tudo posso, tudo é permitido.

beijos doces
isa

Jade Rachid disse...

Excelente texto!
Atualmente ainda se vê uma banalização tão grande da coleira, que é maravilhoso poder ler textos onde é explícito o valor da mesma.

Parabéns vita, e parabéns ao blog, iniciando o ano com o pé direito!
Beijos,
Jade Rachid.

schanna disse...


Parabéns pelo texto.

mila_sweet disse...

E muito delicado ser de alguém e não poder "ostentar" com orgulho que se é verdadeiramente. Um belo texto.

Sr_Wolf disse...

Realmente é um belíssimo texto, onde no SM vivemos com codinomes,talvez por evitarmos uma visão deturpada de baunilhas, mas no SM nos tornamos o que realmente somos, o que desejamos ser, de sentir, de desejos, das explosões de sentimentos até então reprimidos, não sei se teria uma sub que não usa-se minha coleira com orgulho, desejo, fica-se aos meus pés sem ostentar o elo de ligação que nos faz único a coleira, não apenas para dizer que essa ou aquela tem um Dono, que não cheguem perto, não tenho que confiar em quem me serve, mas a coleira para mim é muito mais que um pedaço de couro, metal, tecido... é o simbolo que perpetua essa relação, gosto de ver meu nome naquela cadelinha, gosto de ve-la carregar com paixão aquela coleira onde quer que esteja, de apenas segurar em suas mãos e sentir minha presença em momentos de solidão...E a questão de não usar a coleira é arrumar uma amante, onde não se tem o por que, o canil está aberto com essa finalidade de ter quantas Eu desejar ou apenas desejar uma, agora respeito quem acredita em ficar sem a sua coleira, mais nas escuras... enfim a coleira pra mim é muito importante neste mundo maravilhoso do SM... novamente reafirmo a grandiosidade de seu texto parabens...

Perola sub sp disse...

Adorei o texto. E faz todo sentido. Nunca tive uma coleira expressa, embora já tenha pertencido. Mas também esse assunto tem dois lados. A quem eu, bottom, quero ver meu nome associado? Vejo muitas meninas aceitando coleiras pelo simples fato de ostenta-las. Então penso que coleira é expressão de uma relação estável, desejada por ambos e que traz orgulho para as partes envolvidas. Assim, embora como escrava esse não seja exatamente um direito. O de ter ou não coleira, mas prefiro primeiro ter certeza do valor do Top para que eu venha também me vincular a Ele.

*escravas e submissas* disse...

Vampirinha, creio que entendi sua posição.
Acho que vc não entendeu a minha ou talvez eu não tenha me feito entender... se foi isso me desculpo e esclareço.
Quando falei em coleira, assim como quando falo em qualquer coisa, estão automaticamente excluídos itens como os que vc listou... itens que realmente não merecem nem ser levados em consideração. Coleira de 2 horas?
A coleira que exaltei aqui é exatamente a mesma que vc valoriza... o resto, não considero.
Mais uma vez obrigada pela sua participação.

Beijos
{Λita}_ST

Dalila Lopez disse...

Minha querida. Eu adoro sexo/amor.. adoro dominar e ser dominada. mas com muita meiguice, sem coleira, kkkkkkkkkk Gostei de ler.

Beijos bom final de semana
Ando por aqui= http://anseiosedevaneiossexuais.blogspot.pt/

Nanda disse...

{Λita}_ST,

A coleira é o maior orgulho de uma submissa, pois a porta com a certeza do pertencer...
Creio que quem se esconde, seja por quais razões forem, não merece a submissa que tem.
Veja, as relações Bdsm já traz em sua essência uma transparência muito maior que as outras ditas relações.
Há um desnudamento inerente da submissa para com seu dono.
Assim, entendo eu, que é incoerente a ausência da coleira.
Se o dono não possui o orgulho de possuir uma submissa e ostenta-la, desnecessária a coleira, eis que não haverá o pertencimento.

Beijos meus e saudades deste cantinho

*escravas e submissas* disse...

Minha umbrita querida, conheço seus pensamentos que são tão parecidos com os meus... e que alegria por isso!
Penso que não podemos abandonar nossos símbolos pois isso é, como vc disse, abandonar a essência do BDSM. Desvalorizá-los tb descaracteriza tudo mas cabe a cada um decidir como viver... eu quero sempre o melhor :)
Beijos

{Λita}_ST

*escravas e submissas* disse...

Então isadhora, são coisas tão óbvias e o texto é tão simples que nem pensei que fosse chamar alguma atenção. Mas o fato é que se abandonamos nossos maiores símbolos em favor de interesses que podem não ser nada nobres, perderemos a essência do BDSM.
Beijos e muito obrigada pela sua doce presença

{Λita}_ST

*escravas e submissas* disse...

Oi JadeRachid! Essa banalização toda entristece qualquer pessoa que goste do BDSM pq isso significa vê-lo desaparecer, transformar-se em qualquer coisa e qualquer coisa se tem em qualquer lugar.
Muito obrigada por sua participação : )
Beijos

{Λita}_ST

*escravas e submissas* disse...

Obrigada, schanna! Fico muito feliz que tenha gostado.

Beijos

{Λita}_ST

*escravas e submissas* disse...

Deve ser realmente muito delicado, mila_sweet. Tão delicado que sinceramente me confesso incapaz de tal feito.
Não me sentiria capaz de me entregar a alguém de quem não tivesse orgulho de mim e ficaria muito desconfiada dos motivos.
Beijos

{Λita}_ST

*escravas e submissas* disse...

É um texto muito simples, Sr_Wolf. Mas é como disse Mayadoll: pq esconder o mundo escondido?
A coleira é um dos nossos grandes símbolos e à medida que vamos deixando essas coisas pelo caminho, vamos deixando tb o BDSM para trás, transformando essa vivência em algo banal e até sem sentido.
Devemos fazer o esforço de conservar nossos costumes antes que essa onda leve tudo aquilo que nos encanta.
Muito obrigada por sua presença e participação.
Abçs respeitosos

{Λita}_ST

*escravas e submissas* disse...

"Então penso que coleira é expressão de uma relação estável, desejada por ambos e que traz orgulho para as partes envolvidas."

Perfeito, Perolasubsp! É exatamente o que penso.
Uma coleira não deveria ser dada ou aceita por qualquer motivo, por qualquer um a qualquer uma. É um símbolo importante para uma relação D/s.
Dito isto, não vejo tb razão para escondê-la, principalmente por motivos torpes.
Beijos e obrigada pela presença

{Λita}_ST

♀♂ Overdoses Of Orgasms ♀♂ disse...

Huuuummm. Delícia vir aqui e ler cada letrinha excitante!!
Bom dim de semana.
Bjsssssss

Anônimo disse...

Vita, querida!
Estou hiper mega atrasada com os posts daqui, li alguns agora para não atrasar ainda mais tudo o que já está empacado.. rs
Mais uma vez seu texto é belo e verdadeiro.
De fato não é necessário uma coleira para se sentir e ser cativa, porém nem todos pensam da mesma maneira.. ainda bem, né?
Já usei grafias formais em meu nome na maioria dos meus relacionamentos SM, utilizando as iniciais conforme Eles\Ela desejavam, e em outro nunca usei por desejo Dele tbm.
Questionei? Sim.. Argumentei? Claro. Mas óbvio que não adiantou. rs
Inegável que o nome a quem se pertence junto ao seu, brilha aos olhos, temos orgulho e nos sentimos vaidosas. Não termos permissão para usá-lo é um tanto frustrante, e isso respondo apenas por mim, mesmo sabendo e até compreendendo os motivos para tal decisão.

Não são objetos pendurados no pescoço ou um nome formal que irá construir e fortalecer uma relação SM, fazendo-a durar anos ou meses, é bem mais que isso. Nem fotos de sessões ou relatos de encontros solidificam algo não enraizado.
Sentir-se cativa vem de dentro, leva-se tempo, muitas vezes com pedras e tropeços pelo caminho, pés sangrando e olhos molhados, não nascemos prontas para servir, pra mim isso é baléla. Aprendemos um pouco a cada dia e a cada cabeçada.

Para muitos apenas ostentar uma coleira é válido, e troca-se de donos e submissas como trocam de roupa.. cada mês um nome diferente e juras de amor que fazem jus a filmes épicos. rs

Cada um sabe ou deveria saber o que quer pra si, o que lhe convém, lhe basta ou sacia..só acho que enquanto a busca ainda não foi concretizada, enquanto não há certeza de ter encontrado seu par para trilhar juntos, a troca de coleiras em demasia deveria ser freada.. e apenas dada quando o Dono ter plena certeza de que a sua posse é merecedora de portar seu nome.

E como dizem... " Para bom entendedor, meio pingo é letra. "

Beijos, raio de Sol.

lua.

Anônimo disse...

Oi quero te conhecer.Moro em sorocaba, onde tenho local discreto para encontros todavia posso ir até vocês.Tenho pele clara, corpo musculoso, cheiroso, culto, de excelente nível e tenho fotos para trocarmos.Procuro mulher fogosa e casal cuja esposa seja safadinha e liberada pelo marido.Adoro longas preliminares, toques sutis, clima de sensualidade e demoradas penetrações, sem baixarias e envolvimento emocional ou financeiro.
Meu e mail é claudiosorocaba@bol.com.br
Entre em contato para colocar em prática seus desejos mais íntimos e fetiches sexuais, visando a intensos momentos de prazer e carinho, com respeito, higiene e sigilo.Tenho ótima saúde comprovada por exames médicos preventivos, uso camisinha e sou limpinho.
Venha sentir prazer no universo bdsm comigo, saberei te fazer gozar gostoso com aquela sensação de depravação hummmmmm

{ÍsisdoEgito}JZ - Tua, somente tua disse...

Querida amiga @vita_ST,

a coleira é um símbolo bem conhecido dentro da comunidade BDSM, mas parece que alguns Tops negam essa importância, e algumas escravas ratificam essa negação.
Uma pena isso tudo!
Voce questiona os possíveis motivos do porque de escravas que dizem ter Donos, mas não usam símbolos como a coleira para demonstrar essa relação D/s.
Logicamente que estamos falando de dar e portar uma coleira a partir do momento que o Top e a bottom respectivamente conversaram, negociaram e resolveram seguir adiante numa relaçao D/s. Geralmente não deveria ser uma decisão tomada de forma rápida e posta de lado em uma semana.

Alias, esse pode ser um dos motivos dessa negação da coleira, o fato de alguns Tops e escravas, acharem que o uso dela esta desgastado, pelo fato de tantos relacionamentos começarem e terminarem da noite para o dia, Devem perguntarem-se: (...)"Vale mais uma relação madura pautada na confiança e no respeito mútuo do que algumas iniciais na frente de um nome, quer dizer, de um nick fictício como o próprio texto deixa claro!(...).
Por este motivo, a coleira não deve ser usado como um suporte, coleira seria apenas um outro acessório de fetiche, nada com muita importância;

Outro motivo pode ser por conta de alguns Tops e escravas, principalmente os recém chegados ao meio BDSM, não terem conhecimento do intenso simbolismo por trás da coleira, o que ela representa. Seu significado é um tanto vago, porque o Top e/ou o bottom sequer descobriram a importância deste mero objeto fisico.

E o mais estranho dos motivos, o pior motivo, o que a motivou a fazer este texto, ótimo para reflexão: alguns Tops desejarem esconder-se no meio BDSM, passarem desapercebidos no meio, e assim, ao invés dele dar a sua coleira, que é a sua marca de propriedade à escrava que ele escolheu e desejou para conduzir, moldar e comandar, ele omite-se e omite a escrava. E escondido, sem ter rosto e assinatura, continua fazendo e desfazendo o que desejar, com a escrava que ele diz ter (e ela diz ser), e com outras que ele pode ter, e vamos perder a conta de quantas escravas ele terá em suas mãos...sem que uma saiba da outra.

E claro, na minha opinião, ate que se prove o contrario, um Top que se esconde, provavelmente não faz boas coisas...ou faz, depende do referencial, mas no meu ponto de vista, boa gente não é. Eu também não tenho o mínimo orgulho de um Dono que se esconde e me esconde...

Para mim @vita_ST, uma coleira tem praticamente a mesma importância que um anel de casamento, ausente apenas o status legal.
Para mim, ter uma coleira em volta do meu pescoço é libertador porque isso significa que meu Dono e eu não negamos a nossa união, a nossa relação D/s, e consequentemente, eu não nego a minha entrega, a minha dedicação, a minha confiança Nele.
A coleira não é um mero objeto fisico. Nem é somente um lembrete do lugar e status na troca de poder.
A ideia que embala a coleira é emocional e psicológica. Por isso eu a considero um símbolo poderoso.

Beijos carinhosos

branca de DCV disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
branca de DCV disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
branca de DCV disse...

Amiga volto aqui para relatar um fato que me ocorreu há alguns anos .
Conheci uma vez uma submissa que colocou em seu perfil uma "coleira virtual fictícia"(aquela que não direciona a Dono algum e nem está ligada a nenhum outro perfil ) para não ser importunada pelo assédio dos Dominadores, pois a mesma me dizia que não queria Dono naquele momento. Agora lanço uma pergunta : O que é real e o que é mentira? De uns tempos para cá percebi algumas coleiras fictícias em redes sociais, ora se a acoleira virtual serve apenas para tornar pública uma relação que já existe, Dono e sua submissa, que sentido há em mostrar a obra sem o autor da mesma ? Eu comparo a coleira "virtual fictícia" como se fosse um quadro exposto ao público, as pessoas apreciam o quadro sem saber quem o pintou e sem saber se de fato o quadro é verdadeiro

Michelle Bahia disse...

Lindos dizeres flor e vc já tem a sua?

Michelle Bahia disse...

Lindos dizeres flor e vc já tem a sua?

{Λїtą}_ŞT disse...

Olá, Michele Bahia.
Por falta de tempo não tenho respondido aos comentários aqui mas o seu não poderia deixar em aberto já que vc parece uma pessoa leiga que teve a gentileza de vir até aqui e achei que precisava de informação.
Sim, eu já tenho a minha, esta, há quase 9 anos. Ela está ali, demonstrada no nome com o qual assino a postagem: {Λita}_ST
ST é a minha coleira, simboliza o nome do meu Dono, Senhor da Torre... sem falar nas chaves que é o símbolo virtual para a coleira.
Muito obrigada pela presença e espero ter esclarecido sua dúvida :)

Ana Shork disse...

Parabéns pelo texto me fez repensar na minha situacao

Alexbloch disse...

Adorei o texto e compartilho do mesmo sentimento.
A coleira é fundamental como símbolo do relacionamento, desde que usada de forma correta e respeitosa pelo submisso.
Sei que alguns discordam, mas os simbolismos fazem parte do nosso meio.
Sou tatuador e Body piercer profissional e vejo exemplos de inúmeras formas de "coleiras" que são usadas.

Alexbloch disse...

Sou de Porto Alegre e procuro submissa que realmente queira possuir um Dono.
Alexandre.bloch@gmail.com