21 de abr de 2015

Observando...


Ao longo dos meus anos no BDSM venho observando os ciclos pelos quais esse nosso gueto passa. 
E é divertido ver como certas crenças vão se modificando em determinadas épocas mas, por não terem profundidade, passam, assim como as chuvas de verão. Rs
Já passamos por várias fases, a última delas, a maldita fase dos 50 Tons de coisa alguma. 
Mas esqueçamos por enquanto essa saga porque a observação aqui é outra: Os casaizinhos de namorados.
E calma, não acendam a fogueira ainda, explico: não falo dos casais formados a partir de uma relação BDSM e sim o contrário.
Tenho observado a quantidade de casaizinhos que, já namorados, noivos ou até casados, descobrem juntos esse universo cheio de novidades. 
_ Opa! Vamos virar Dono e sub, é bacana, é legal, é a onda do momento, vamos lá!
Esses casais infiltram-se no meio passando-se por Dom e sub. E ali trocam juras de amor, a sub defende seu direito de propriedade ao dono com unhas e dentes e indiretas para as "vadias" que o cercam, e as ameaçam e perseguem. 
Que tipo de D/s é esta? Não existe ali postura, disciplina, hierarquia, liturgia, domínio, nada. 
Mas são vistos, geralmente por iniciantes,  como um casal D/s e considerados como um exemplo de sucesso desse tipo de relação, afinal, a sub conseguiu "fisgar" o Dom, ter direitos sobre ele, inclusive o de proprietária.
Não estou generalizando mas por favor, não vamos misturar as coisas. 
Esse tipo de exemplo é pernicioso por passar uma noção totalmente deturpada de uma relação de Dominação e submissão, por não conter nenhum dos componentes que a identificam como tal.
Quando duas pessoas, dispostas a experimentarem e viverem uma relação D/s sentem que existe algo mais e resolvem se unir é uma coisa. 
Quando alguém chega com a finalidade de conseguir namoro e casamento ou apimentar uma relação já existente não existe ali submissão ou Dominação. O que existe é outra busca, camuflada embaixo da sigla BDSM e que, ao contrário do que muitos pensam, passa um grande mau exemplo, alimentando sonhos baunilhas que nada têm a ver com esse universo que afinal, nunca foi agência de casamentos.
Espero sinceramente que essa onda, assim como as outras, passe, em nome da Dominação e submissão honestas, pelo prazer de dominar e ser dominado(a).





William Gama - Dom



8 comentários:

{Λїtą}_ŞT disse...

Grata, sr William!
Finalmente alguém deu voz àquilo que sempre pensei e que por coincidência estive conversando com uma amiga há dias.
Esse tipo de coisa acontece muito nas redes sociais, em especial no facebook, onde se vê "submissas" brigando e se rasgando para defender suas "posses", ameaçando uma à outra e os "donos", inertes, vendo isso acontecer e nada fazendo.
Só posso questionar que tipo de dominação é essa que não ensina e não cobra postura, respeito, disciplina e muito menos educação.
Não se trata de moralismo, trata-se de dominação, ali não existe nenhuma e os novatos que vão chegando tomam isso como verdade e como exemplo de uma "relação D/s de sucesso".
Disse-o muito bem, sr... parabéns!
Abraços

sabrina sub disse...

Muito bom esse texto Sr.William, eu tb vejo muito no Facebook as subs fazendo isso e sempre imagino que não são Ds e sim namorados.Muito bem lembrado,parabéns por mais esse texto.

Apenas eu... disse...

O post mais sensato que li nos ultimos tempos...grata por compartilhar...

RobertoDom disse...

Excelente texto cheio de verdades
muito bom mesmo parabéns

ternura disse...

Mais um texto repleto de bom senso e sensatez, típico de suas elucidações,Sr.
Como sempre, baunilhas encontrando desculpas para 'apimentar' suas aventuras sexuais.

obrigada por compartilhar. Saudações respeitosas

Rebeca disse...

Que bacana ler um texto simples e coerente com o que penso.

"Modinhas" sempre surgiram, não é a primeira...nem será a última. Mas como tudo que não é consistente, passa.

Só fico triste pelas pessoas que vem buscar explicações, entendimentos para o que sentem ou são, e tendem a achar que "isso" é SM, indo embora por não se "adequar" ao meio.

Obrigada pelo texto.

Rebeca

Anônimo disse...

Bando de gente cuspindo demagogia barata e que de fato é o que acontece em todas as relações! Recrimina X ou Y e nas costas fazem tudo igual! Melhor os casais que se permitem viver verdadeiramente suas fantasias do que essas pessoas falsas que falam dos outros sem olhar pro próprio umbigo! Só há mentirosos nesse mundo! Literalmente o mundo mais sujo que já conheci!

Ricardo-DF quero casais disse...

SOU COMEDOR DE ESPOSAS / FUDEDOR DE MULHERES / ESPOSAS

>>> Eu sou do Recanto das Emas‚ Brasília-DF (Brazil) sou comedor de esposinhas‚ noivas‚ namoradinhas, viúvas, mulheres coroas, grávidas e solteiras em resumo adoro mulheres safadas. Adoro comer as esposinhas dos meus amigos na frente deles. Adoro gozar dentro da boca das casadas e mandar os meus amigos CORNOS limparem tudinho. Tenho 37 anos‚ qualquer casal que curta entre em contato comigo.

fudedor.de.esposas.df@hotmail.com ou

Whatsapp: (61) 8456-6055 Operadora Oi.
(61) 9285-0356 Operadora claro.


>> Tenho 16 cm de pica grossa e cabeçuda, a cabeça é rosada e fica bem vermelha quando dentro de uma buceta safada.
>> OBS.: Favor só entrem em contato se for para marcar algo real, sou comedor de verdade.

>> Não sou garoto de programa. Eu adoro bucetas.

>> Me liguem de Segunda a Sexta das 8hs as 18hs. Ou deixem mensagem no Whasapp.