7 de dez de 2014

A importância do aftercare


Muito já se debateu sobre Dominação x submissão, o papel do Dominador e o da submissa, as condutas de comportamento, assim como, as relações sadomaso como um todo.

No entanto, acho o assunto sessão muito sério e sugestivo para gastar uns bons tec…tecs. (Tomarei a liberdade de devanear levando em consideração as vivências entre Dom e sub, no entanto, o assunto discutido, supera questões de gêneros).

Acredito que sessão seja um dos momentos importantes da R/relação por ser ali onde as coisas se concretizam de fato. É ali que todo o ensinamento vai ser posto em prática, e a hora do "vamo ver", tanto para quem está se submetendo quanto para aquele que está Dominando.



Trazendo o assunto para minhas vivências, na sessão é quando me mostro, literalmente, submissa para aquele que tem o PODER o COMANDO sobre mim. Do lado do Dominante, acredito, que seja o ápice de sua existência.

Numa D/s, esse exercício de cooperação, essa troca, essa interação entre Dominador  e escrava submissa, resulta ativamente para o desenvolvimento de A/ambos.

Saliento que o Dono assume papel fundamental nesse processo como indivíduo que Decide, que Comanda a situação por livre e prazerosa escolha.

Supostamente, ELE (Dominador) deve saber realizar com destreza, para o seu deleite, inúmeras práticas. Assume ciente seu papel na relação. Guia com prudência. Orienta com responsabilidade. Conduz de maneira rigorosa e gentil. Faz superar limites e suportar a dor com lucidez e sensatez. Além de ordenar tarefas para a evolução da peça.



Porém, no decorrer da caminhada, erros acontecem. Daí, oportunamente, surgem as famosas sessões de  castigos/punições. E o nobre Senhor se vê obrigado a aplicar  o julgamento e as sentenças. Fazendo uso de toda a gama de bom senso que lhe cabe, Ele escolhe a melhor e mais indicada prática para trazer luz, discernimento e orientação à impulsiva escrava  

Muitas vezes,  nesses momentos, podem ocorrer as quebras de limites, os físicos mais comuns ou os de ordem psicológica, visto que,  a peça toda arrependida da transgressão cometida, sente-se na obrigação e impulsionada a ver de volta o brilho nos olhos do Dono, emtrega-se inteira  para transpor esses limites.  



Munido com toda responsabilidade e sutileza inerentes de seu ser, Ele sente quando o castigo foi cumprido e reconhece o limite atingido de sua submissa. 

E/exauridos pela intensidade de tal momento, N/necessitam de um certo restabelecimento. Momentos íntimos e intensos merecem ter uma pausa branda, harmoniosa e relaxante. Geralmente essa necessidade  é suprida com um aconchego nos braços um do O/outro , podendo ocorrer conversas banais, chamegos ou apenas o terapêutico abraço.  Essa pausa tão importante costuma ser denominada como aftercare.



E assim, diante de tais ações tão vitais para a sobrevivência de qualquer D/s, faz de Sua peça, uma incrível dedicada, extremamente honrada e orgulhosa escrava submissa.



ternura εïз


*Nota: leia mais sobre Aftercare em nossa página  Práticas e Fetiches


9 comentários:

{Λїtą}_ŞT disse...

Vamos lá, ternura!
Muito feliz em ver esse assunto abordado aqui no blog. Nós o temos na página de Práticas e Fetiches mas numa informação genérica e sendo falado por uma submissa fica muito mais humano, afinal, nós nos entendemos melhor.
Sim, o momento da sessão é o de colocar em prática o que aprendemos, o de testar nossos limites físicos e psicológicosm (embora não seja só ali), mas é a hora de concretizar o que foi aprendido e apreendido.
Claro que estão os dois, tanto submissa quanto Dominador, com a adrenalina a mil e depois que tudo isso acaba é preciso restabelecer o equilíbrio, tanto físico quanto emocional.
O Aftercare é uma prática como qualquer outra, não deve ser ignorada, é um cuidado com quem esteve ali, servindo.
Isso pode se traduzir em cuidados, em saber se a sub está bem, "inteira", se seu estado físico e emocional voltou ao equilibrio e é o mínimo que se pode fazer por quem esteve sob o jugo do Dominador.
Ignorar isso é irresponsabilidade e falta de consideração com quem esteve ali, se entregando e servindo.
Muito boa a colocação

Beijos

Marluce disse...

Mto bom o texto, já passei por isso e nem sabia o que era aftercare mas depois da sessão me senti usada e abandonada pq a pessoa não teve nenhum cuidado, mtos importantes essas informações. Bjos

RobertoDom disse...

ternura foi ao ponto certo a segurança física e psicológica da submissa e de total responsabilidade do Dominador não podemos esquecer que as emoções e adrenalina estão em alta nesse momento,onde cabe ao Dominador zelar pela segurança da mesma palavras de carinho e abraços só irão aumentar a sensação de segurança da submissa em relação ao dominador escolhido por ela

Anônimo disse...

PERFEITO, MENINA.
NÃO É UM BOM DOM AQUELE QUE NÃO CUIDA DO QUE É SEU. SOU DO TEMPO QUE ESSAS COISAS NÃO TINHAM NOME, DESCONHECIA ESSE AFTERCARE ATÉ LER AQUI E NA PÁGINA INDICADA MAS ISSO SEMPRE FEZ PARTE INTEGRANTE DE MINHAS PRÁTICAS, CUIDAR DE QUEM USO, PARA ISSO NÃO PRECISA NOME, PRECISA É TER RESPONSABILIDADE E CARÁTER.
MEUS PARABÉNS A VOCÊ

D.A.ANTÔNIO

Perséfone Core disse...

Ternurinha!!!

Vc falou de uma coisa que dou muita atenção/observo: a parte humana do BDSM. Por ser algo tão intenso e que nos tira do eixo, do cantinho confortável...acredito, que se faz preciso esse cuidado, essa troca de impressões, a conversa, a atenção entre Dominador e submissa.

Acho que como T/todos(as) bem disseram, isso tudo vem da essência, da percepção da humanidade que temos dentro da gente.

Isso mesmo!!!
Beijos!!!

Sabrina sub disse...

Outro texto que contribui para o meu aprendizado,já disse e repito sempre,amo esse blog,em breve vou ter o meu e conto com vcs prestigiando tbm.Beijos a todas

ternura disse...

Caros Srs e amigas,

Agradeço imensamente o comentário de cada um.
transcrevo aqui o que escrevi nas páginas preta do FetLife.


A ideia de escrever surgiu devido uma conversa nas coxias da submissão. O que me assustou foi no decorrer do bate papo, alguns experientes participantes saDOMasoquistas acharem que o aftercare se tratar apenas de baunilhagem.

Sabemos bem, que muito se difere de baunilhagem, visto que o momento pós práticas, aqui , exclusivamente, falei das mais intensas...é muito especial, tanto para Dominante como para quem se submete, muitas energias (psicológicas e físicas) são gastas...então, o famigerado aftercare supera e muito o trivial: bate e assopra.

Eu por meio do meu simplório jeito de escrever , apenas transcrevi algumas de minhas sensações sobre o tema. Assim como, deixei subtendido meus achismos sobre a sutileza do Dom no momento de aceitar a total abnegação de sua peça, de igual valor o bom senso Dele em escolher, executar e parar qqer prática percebendo a aceitação ou não de sua peça. Tornando o momento sessão, um dos altos pontos de nossas vivências...*pisc

uma vez mais, obrigada a todos!

Sdçs respeitosas ao Nobres Srs

bjs no cuore das meninas

Leoa_Senhor de Almas disse...

Eu adorei ver esse tema sendo abordado apesar de desconhecer o nome técnico.Acredito que esse é o momento que me sinto mais plena diante do meu dono e que me faz refletir que apesar de me sentir usada durante a punição (ou não),eu sou sim alguém importante para ele e extremamente valorizada e admirada.
Me sinto mais próxima,sinto que apesar do meu lugar,eu sou protegida e cuidada por ele e isso me torna extremamente feliz e me faz pensar que apesar da dor e dos efeitos posteriores a seção...valeu a pena me submeter e aguentar o peso da mão do meu amado Senhor.

marcosliberal disse...

Eu confesso que quero muito ser corno sou casado com uma gata morena alta magra corpo tipo modelo linda linda demais porem confesso que desejo vê-la sendo fodida por um grupo de machos safados quero vê-la sendo amarrada e sodomizada por muitos machos quero torna-la uma escrava submissa de um grupo de machos que curtam amarrar cuspir mijar e humilhar minha esposa sonho ser amarrado e assistir a tudo de camarote imobilizado sem poder reagir confesso que quero vê-la sendo forçada a beber porra quente de vários machos . resumindo confesso que desejo ver minha esposa sendo escravizada a força por um grupo de machos sujos que queiram apenas usa-la por todos os buracos.” para machos que curtam amarrar a ninfeta e usa-la a vontade totalmente indefesa e submissa!!
sera servido um banquete de buracos buceta cu e boca para usar a vontade em grupo!
preferencia a machos sujos sadistas que curtam mijar cuspir e humilhar uma gata !


e-mail marcoscorno@bol.com.br


mandarei fotos aos interessados contato inicial somente por -email