1 de ago de 2014

UMA LIBERTINA ENSINA...PRAZER!


O que pode uma libertina ensinar no BDSM? Meu conceito inicial é antagônico às bases primordiais da relação BSDM: posse e propriedade! Mas depois de uma década (con)vivendo com este universo pude mais uma vez perceber o quanto esse antagonismo me faz pertencer a esse muuuundo de dor&prazer!
Obovinamente para os vem aqui na busca da dor e dominação nunca serei parte primeira, serei a desviante, uma espécie de gene malformado. Até aqui o nick que me escolheu apropria-se quando me olham e dizem: é uma vaca mesmo! *sorrio*


Ser uma libertina, hedonista me faz estar no BDSM em busca exclusiva do prazer... e não é no fundo da ‘caixa de pandora’ o que todos buscamos? Ou deveríamos...
BDSM é antes de tudo a busca do prazer no sadomasoquismo (e seus inúmeros afins...). No meu olhar ruminante todos buscam (o prazer) a dor física ou emocional quando se vinculam e esse universo. Porque a dominação&submissão são pertinentes ao universo de dor quando intrinsecamente restringem a liberdade – bem primeiro do ser humano (pessoalmente sou incapaz de me abster da minha liberdade... meu limite... minha limitação).


Mas foi aqui que descobri a verdadeira liberdade de SER. É na relação BDSM que encontro a minha mais perfeita liberdade, é me curvando e me submetendo ao desejo do outro, me deixando aprisionar por suas cordas, me sentindo incapaz de desejar por mim mesma, por conhecer a intensidade do desejo Dele que me reconheço unida ao universo. Aqui no BDSM vou além, posso me permitir ser vadia, desgovernada, insaciável, extrema, pervertida... perversa.


O BDSM me tornou dona de minha vontade, do meu desejo, da minha libido... e só na posse do que parece incontrolável fui capaz de experimentar a entrega absoluta àquele(s) que num lampejo racional seriam os únicos não merecedores dessa confiança extremada. Homens insanos, sádicos, controladores... malvados crônicos que buscam todo o tempo a melhor (e pior) forma de lhe torturar...extraindo seu gozo mais dolorido e mais perfeito (mas somente quanto unida a todas essas características se faz presente confiança admiração pela capacidade de dominação deles, dominando a si mesmos).


Uma fila imensa de fodedores não consegue lhe oferecer o cansaço físico e mental que a tortura sexual (sexual porque lhe encaminha ao gozo... mesmo quando controlado) que toma. O extremo das sensações, e emoções que lhe faz estar sempre ali... a mercê do algoz... porque deseja, porque quer, porque É.
Aprendi que é preciso ser BDSM, sentir e respirar fundo no desejo intenso de ser tomada de tudo que lhe pertence (no seu ser... nao nos seus pertences), testar seus limites, descobrir-se mais e mais pervertida, insana, Capaz! Ao olhar de fora voce realmente desacredita que foi voce... mas foi... e gostou! Gostar verdadeiramente é a chave que te responde a todos as questões que lhe assomam da sua insanidade de se deixar amarrar, chicotear, vendar, pisar, cuspir...e todos os demais verbos que aludem a sua imaginação quando se pensa nas mãos de um algoz. Eu adoro o USAR...pra mim traz todos os demais agregados. Não importa quais sejam... use-me para o seu prazer... isso fará meu prazer mais completo, intenso e explosivo.


Se há algo que eu tenha a dizer a qualquer pessoa que adentre nosso tão delicioso universo é ame o que faz.... permita-se e se permita... seja voce inteiramente. Nenhuma entrega é completa e inteira se não for de almas – ambas – se voce não se expor completamente, direito e avesso. Não basta arreganhar um cú, como prova de submissão, é preciso escancarar a mente....despir-se dos julgamentos, do certo e errado, do disfarce das imperfeições... e escancarar seu bem e seu mal.



Não há relação BDSM escondidinha, perfeitinha, arrumadinha... relação BDSM é total, é plenitude,, é te amar porque te odeio e te odiar porque te amuuu (e me amuuu).
É incrível e maravilhoso... sem dúvida... mas é antes de tudo universo das dores, do mal (esqueça os conceitos arraigados, mal não é sinônimo de ruim, é parte de todos nós) transmutado em prazer! Olhe de frente e encare isso... ou vai ser muuuuito difícil não se frustrar!
sMUUUUUUacks libertinos

As fotos desta postagem pertencem ao arquivo pessoal de Vaca Profana

Vaca Profana

7 comentários:

AmarYasmine do SR DIABLO disse...

ImiVacAmada!
*sorrindo*

Meu comentário será pequenino pois seu texto é tão lúcido e tão coerente que não seria justo fazer um tratado sobre o que vc nos ensina tão bem.
Mas não resisto em ressaltar suas sábias palavras:
"É preciso escancarar a mente....despir-se dos julgamentos....do certo e errado, dos disfarces das imperfeições....escancarar seu bem e seu mal."
Me resta, agora, ficar de pé pra te aplaudir e te agradecer a aula de *Prazer*.

Te amo e te beijo desde sempre, miVacAmada!

AmarYasmine do SR DIABLO

Sr.R disse...

excelente texto sensacional

{desirée }_DOM PINHEIRO disse...

Vaquinha que delícia ler vc! Parabéns não há o que dizer só fica a pergunta.... onde aplaudo?

ternura disse...

O M G !!!

que delícia ler sua sensatez! Por hora estou extasiada demais com suas palavras. Deixo te bjs ternos e meu agradecimento por compartilhar um txto tão repleto de prazer !!

{Λїtą}_ŞT disse...

Eu tinha certeza que essa postagem seria espetacular. E assim como as outras, fico sem palavras para comentar, diante de tanta sensatez.
E fica só a constatação que se existe um caminho para essa complicada felicidade, é sermos nós mesmas, seguirmos nossa essência, assim como vc faz.
Beijos agradecidos por essa preciosa colaboração.

Beijos

luah negra_propriedade de DOM JH disse...

Olá , vaquinha !

Entregar-se por completo é sempre o meio para que , ao final , seja alcançado o prazer mais intenso , a satisfação maior , plena , igualmente completa .
É esse o prazer que buscamos e encontramos quando nas mãos Daquele que nos extrai o gozo mais profundo .

É sempre muito bom te ler , grata por nos presentear com esse belo texto , com essa aula de prazer .
Beijos .

Werther von AY erschaffen disse...

Que belo texto, vaquinha!!!
Se antes admirava você por sua coerência e lucidez, agora então, muitíssimo mais.
O BDSM é tudo isto, e mais. Como você demonstra, é “auto revelador”, e libertador.
Difícil encontrar as palavras que exprimam, com exatidão, tudo o que ali está, mas você fez .
Este texto teria que ser leitura obrigatória para quem deseja conhecer e começar a entender o BDSM. Talvez para muita gente já no meio...
Parabéns, querida.