2 de jun de 2014

A importância do alimento


O que alimenta uma escrava, sua submissão e o desejo de servir sempre mais e melhor?

Há o alimento do corpo que sacia os desejos, o gozo do seu senhor, seus fluidos, seu prazer.
Nada é mais compensador para uma escrava que dar prazeres ao seu DONO, ser usada por ele e depois, servir-se desse néctar que pode ser o líquido precioso do seu gozo ou seu olhar brilhando de contentamento e satisfação. 



O alimento da alma que a faz sentir-se sempre cativa são os cuidados do DONO, o sentir-se verdadeiramente cuidada e protegida, sentir-se posse.

O alimento da razão para que sinta vontade de continuar servindo depende dos atos de seu DONO, de sua dignidade, caráter e senso de justiça.

E finalmente, o alimento do coração, que vem da admiração e do amor que ela sente por ele e que vê recompensados ao receber um carinho, um afago, um elogio.



Tudo isso pode remeter a ideia de dependência. Seriam as escravas dependentes de seus DONOS?
Escravas são fortes. Submeter-se a alguém em um mundo onde as pessoas lutam ferozmente por igualdade, é um ato de força extrema.

Mas, toda relação depende de esforços de lado a lado e mesmo que esses esforços sejam claramente delimitados pela linha vertical da hierarquia, só com a ação de ambos pode funcionar.
A escrava submissa necessita de alimento. Sem isso, "sua submissão não encontra eco e mergulha no vazio" (Senhor da Torre).

Uma relação D/s, por mais que esteja delimitada pela verticalidade, necessita de compromisso mútuo. Não existe relação unilateral. Uma relação demanda esforços de ambos os lados para crescer, expandir-se, tornar-se forte e cúmplice.
Uma escrava bem alimentada e conduzida pode alçar vôos inimagináveis, vencer limites antes impensados. Sem alimento, seus esforços se esvaem, suas asas não se fortalecem e seus vôos não passam de fracas e débeis tentativas até que finalmente morre de inanição.

O que leva uma escrava a servir é sua própria essência mas o que a impulsiona a crescer na servidão é a ação do DONO, sua condução. De nada adianta ter uma coleira apertando o pescoço se a guia arrasta-se no chão.



Para servir é necessário ter a quem, assim como é necessário que esse alguém queira ser servido. 
A escrava depende da necessidade de seu DONO por ela para que se sinta útil.
E como fazer isso? É necessário que o DONO esteja sempre presente? Nem sempre é possível. Há os compromissos familiares, os de trabalho, os compromissos diários que impedem que essa presença seja possível, principalmente se moram em cidades ou estados diferentes. A vida real, diferente dos romances retratados nos livros, tem suas demandas.
No entanto, se não é possível estar presente, é possível fazer-se presente



Um email curto, uma ligação de alguns minutos, um sms, uma ordem inesperada, às vezes uma simples palavra podem trazer a luz, o alimento que a escrava necessita, fazendo-a sentir-se lembrada, afagada, estimulada a servir mais e melhorSão gestos simples que podem fazer uma grande diferença. A diferença entre ser Dominador e saber ser DONO.


Não existe, nos dias atuais, pretexto que justifique a falta de comunicação.
Sendo assim, fica a pergunta:


O Senhor já alimentou sua escrava hoje?




Vita_ST
Feliz propriedade do Senhor da Torre


*Agradecimentos especiais ao DONO desta escrava que a alimenta, há quase 7 anos, todos os dias.


27 comentários:

{ÍsisdoEgito}JZ - Tua, somente tua disse...

{Λїtą}_ŞT querida,

perfeito teu texto, é a pura realidade.

Para dar certo , uma relação D/s precisa de comprometimento, admiração, respeito e dedicação de ambas as partes.

Sem esses ingredientes, nada mantêm-se, nada solidifica.
Assim como começa frágil, termina frágil, vazio, oco.

Amei tuas palavras, teus sentimentos referentes aos cuidados e o alimento de uma submissa.

Beijos carinhosos,

ÍsisdoJUN

Perséfone Core disse...

Ahhh vitinha...

Sem palavras!
Vc traduziu tudo com perfeição!!!

Sua sabedoria encanta e toca a gente, profundamente.

Beijos!
{perséfone core}_DC

{Λїtą}_ŞT disse...

Linda {ÍsisdoEgito}_JZ, é como disse, uma relação, seja de que tipo for, não se constrói ou cresce se apenas um dos lados se move. É preciso cuidar com dedicação e carinho de jardineiro para que as flores floresçam, mesmo entre os espinhoos que aparecem.
Obrigada por sua preciosa presença aqui e lá.
Beijos e saudades.

{Λїtą}_ŞT disse...

Perséfone Core, como já disse, não sou sábia. É pura e simples constatação de que um sozinho não faz uma relação, mesmo sendo hierárquica é preciso entrega de ambos os lados, mesmo que essa entrega seja bem diferente de parte a parte.
Obrigada. Beijos com saudades.

anouk_SR-MM-RGS disse...


Vita_ST, querida, como me encontro nas suas palavras, elas sempre parecem estar falando de mim, até nos detalhes, tamanha a identidade com seus textos....obrigada por manifestar esse dom maravilhoso, que é tocar o coração de quem lê tuas sábias palavras de escrava plena!um beijo agradecido em você!

vergas_MestrGold disse...


Maravilhoso texto! Parabens!

LuaNova_LB disse...


Que lindo esse texto....
Perfeitas as suas colocações...
Beijos querida e obrigada por compartilhar.

margoth disse...


Amei!!!!intenso e forte como é ser submisso

eulalya_DCV disse...


O que alimenta uma escrava é a convicção das palavras do seu Dono, se ele transmite segurança a escrava se sente protegida, amparada e muito segura para a entrega se desenvolver a cada dia nessa relação.

isadhora disse...

Muito bom o texto, instrutivo e enfatiza umas das principais vertentes para a garantia do sucesso de uma relação SM, e a realização de uma escrava na condição de posse.
Obrigada, por compartilhar.

beijos doces
isadhora

soft disse...

Li seu texto na íntegra e faço das suas as minhas palavras.
Perfeito, parabéns!

melissa_de_DEAH disse...

Excelente texto. Agradeço por compartilhar.
Beijos

melissa_de_DEAH disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
anngeel disse...

Excelente texto e muito verdadeiro , sem alimento morremos . Parabéns !!

Gillie_K disse...

"O alimento da razão para que sinta vontade de continuar servindo depende dos atos de seu DONO, de sua dignidade, caráter e senso de justiça."
Falou-se dos estimulos dados para que sua escrava entregue mais e mais, pequenos, simples, mas valiosissimos.
Tudo que vc escreve é muito coerente.Parabéns.

izze disse...

adorei seu texto, a única coisa que posso dizer dele é: perfeito! Parabéns!

{Λїtą}_ŞT disse...

Meninas queridas, vcs me incentivam e inspiram.


anouk_SR-MM-RGS: fico sem palavras, escrevo de uma forma muito simples mas é sempre pelo que vai no coração e na alma. Fico muito feliz que se identifique, feliz demais. Obrigada e muitos beijos.


vergas_MestrGold: Obrigada, minha linda. É um prazer tê-la aqui e no blog. Venha sempre. Beijos

margoth: Saudade de ver essa lindeza desfilando por aqui. Obrigada, perfumou o ar nesse cantinho. Beijos


isadhora, falamos muito no blog sobre nossas posturas e obrigações mas é preciso lembrar que sozinhas não fazemos uma relação. Cabe ao DONO tb cumprir seu papel. Dominar é fácil, ser Dono é algo mais complexo.
Beijos e muito obrigada por estar aqui.

soft, que bom que gostou e se identificou. Obrigada por vir aqui e ao blog volte sempre, sua visita é uma alegria para nós. Beijos agradecidos

melissa_de_DEAH, Eu é que agradeço por sua presença aqui e espero sua presença no blog sempre. Beijos

anngell, o que necessitamos é pouco mas esse pouco é muito para nós. Obrigada.
Beijos

Gillie_K, é pura questão de constatação. A entrega só se aprofunda com alimento. Muito obrigada pela presença. Volte sempre ao blog. Beijos

izze, que bom que gostou, fico feliz quando se identificam com o que escrevo, é um incentivo e uma alegria saber que temos sentimentos parecidos. Beijos

Muito obrigada e beijos a todas

Rebeca disse...

Boa noite

Nossa...perfeito o texto!

Já li, reli...e só agora depois de alguns dias, que vim aqui comentar, não imagina como esse texto mexeu comigo...

Cada relação é única, cada um sabe do que tem mais sede.
Mas em todas, se não houver o alimento pra sustentar, fazer crescer, de nada vai funcionar...
Relacionamento onde só um alimenta o outro, deixa os dois fracos. E já é tão difícil manter uma relação com um banquete, imagina sem pão e água...rs*

"A escrava submissa necessita de alimento. Sem isso, "sua submissão não encontra eco e mergulha no vazio" (Senhor da Torre)."

O seu Senhor sabe das coisas...pisc*

Amei.

Rebeca

{Λїtą}_ŞT disse...

Olá, Rebeca. É isso, precisamos de tão pouco para nos alimentarmos, na verdade são migalhas mas em alguns casos até essas faltam, então aí é que se morre de fome mesmo.
Obrigada por sua presença.


PS: Sim, Ele sabe das coisas e é por isso que mantém esta escrava cativa e sempre disposta a qualquer coisa por Ele ;)
Beijos

_lua_ disse...

Já dizia, Voltaire:
" A alma é um fogo que convém alimentar, que se apaga se não a alimentarmos. "

Adorei o post, Raio do Sol!

Beijos!

{Λїtą}_ŞT disse...

Luinha, quanta alegria em te ver aqui!

Valeu todo o post para te ver de volta com esse apelido carinhoso que só vc usa e que me deu uma imensa saudade.
Vc continua morando no meu coração, mesmo com toda a distância e é muito bom te ver aparecer assim, uma surpresa que é um verdadeiro presente.

Beijos agradecidos e saudosos.

luah negra_propriedade de DOM JH disse...

vita querida ...
Que bom que postou sobre o tema !

O alimento é essencial a todo ser vivente , não há um que viva sem ...e não seria diferente com submissa .
O alimento que apenas o DONO pode lhe dar é de suma importância , não apenas para a sub ,mas tbm para o bem da relação como um todo .
Esse alimento não se trata de uma cobrança , exigência ou um simples querer , ele é uma necessidade .

Parabéns pela clareza acerca do tema e obrigada por compartilhá-lo conosco !
Beijosssssssss

{Λїtą}_ŞT disse...

luah negra_JH, sabemos que esse alimento não é nada, nunca esperamos por um banquete, pode ser uma pequena migalha mas ainda assim, precisamos.
Não se trata de querer compensações, mas apenas o incentivo que pode ser um simples aceno... desse, todas precisamos.

Beijos agradecidos pela presença e desculpe a demora.

Anônimo disse...

Adorei esse texto =)
E como já foi dito: uma simples migalha basta.

mariflor

{Λїtą}_ŞT disse...

Fico feliz que tenha gostado, mariflor.
É esse o objetivo do blog, compartilhar sentimentos tão comuns a nós, submissas.
Obrigada e volte sempre.

Beijos

{suu}_DOMRT disse...

Vitaaaaaaa linda do meu viver "!!! que preciosidade , sábias palavras ,..
Dono e eu sempre falamos que a relação D/s e uma via de mão dupla , vc tem que dar pra receber , nos dias atuais e complicado fazer-se presente fisicamente ,mas a ausência ameniza com a tecnologia que e sempre a nosso favor ..

Estou Amando o blogger ...
Bjs

{suu}_DomRT

{Λїtą}_ŞT disse...

Verdade, {suu}_DOMRT! Viva a tecnologia e viva vc aqui!
Muito feliz pela sua visita e participação.
Volte sempre, a casa é sua tb, portas abertas com tapete de boas-vindas.
Beijos